ÁGUA NO JOELHO - DERRAME ARTICULAR

ÁGUA NO JOELHO

Água no joelho é uma expressão popular usada pelas pessoas em geral para se referir à percepção de que existe líquido dentro do joelho. É comum as pessoas dizerem que estão com água no joelho principalmente quando o joelho está muito inchado. A presença de líquido em excesso no joelho é sinal de alguma lesão ou doença. O volume anormal líquido na articulação pode causar desconforto e dor. Não é normal o joelho inchar. A consulta com um médico ortopedista especialista em joelho é fundamental para se diagnosticar a causa da água no joelho.

ÁGUA NO JOELHO

Água no joelho é uma expressão popular. O termo médico para o acúmulo de líquido dentro de uma articulação é derrame articular. A formação de um derrame articular no joelho pode acontecer por vários motivos. Um joelho muito inchado, devido a um volumoso derrame articular, provoca dor intensa e diminuição dos movimentos, o que leva o paciente a procurar ajuda médica. Água no joelho é uma das queixas mais frequentes dos pacientes que consultam um médico ortopedista especialista em joelho.

LÍQUIDO SINOVIAL

Dentro do joelho existe uma pequena quantidade de líquido chamado de líquido sinovial. O líquido sinovial é produzido pela sinóvia, o tecido que reveste as paredes internas da articulação. O líquido sinovial é responsável, entre outras coisas, pela lubrificação e nutrição da cartilagem. Ele é um líquido transparente, amarelo claro e com alta viscosidade. O joelho normal tem cerca de 5 ml de líquido sinovial. Pequenas variações nesse volume são normais e dependem de como a articulação é usada no dia a dia e também das particularidades de cada pessoa. O joelho de uma pessoa jovem é diferente do joelho de um adulto. O joelho com artrose de uma pessoa de idade é diferente do joelho de um atleta. O líquido sinovial é produzido e absorvido constantemente pela sinóvia para que seja permanentemente renovado.

SINOVITE

Sinovite é o processo inflamatório da sinóvia. No curso de uma sinovite a sinóvia irritada produz líquido sinovial em excesso. O joelho, então, fica inchado. Traumatismos, lesões intra-articulares, excesso de uso, cistos, tumores, doenças inflamatórias e infecção são as causas mais comuns de sinovite. A água no joelho, que é excesso de líquido sinovial na articulação, é causada pela sinovite, que é a inflamação da sinóvia. A inflamação da sinóvia, por sua vez, pode ter inúmeras causas.

ÁGUA JOELHO - SINOVITE

DERRAME ARTICULAR

A expressão derrame articular é comumente encontrada no laudo de exames de imagem do joelho e significa que o médico radiologista identificou a presença de líquido em excesso no joelho que foi submetido ao exame. O derrame articular mais comumente é formado por excesso de líquido sinovial, sangue ou uma mistura deles. Derrames articulares com sangue geralmente são de origem traumática e acontecem quando se leva uma pancada forte no joelho ou quando se rompe um ligamento ou menisco. Fraturas intra-articulares costumam fazer grandes derrames articulares de sangue com gotículas de gordura que extravasam da medula óssea. Derrames articulares infecciosos formam pus dentro do joelho.

CARTILAGEM

Cartilagem é o tecido que reveste as extremidades dos ossos que se articulam numa articulação do tipo diartrose, como o joelho. No joelho existe cartilagem do tipo hialina no fêmur, na tíbia e na patela. A cartilagem hialina é nutrida pelo líquido sinovial. Derrames articulares alteram a composição do líquido sinovial e podem provocar sofrimento da cartilagem. Um processo degenerativo condral pode ter início se a cartilagem ficar muito tempo exposta a um líquido sinovial alterado.

TRAUMATISMOS E LESÕES

Traumatismos diretos e indiretos podem provocar água no joelho. Contusões, fraturas, entorses, luxações da patela, rotura do ligamento cruzado anterior e lesões meniscais são as causas mais comuns de derrame articular no joelho de origem traumática. Os traumatismos do joelho podem acometer pessoas de todas as idades, desde bebês até pessoas de mais idade.

ÁGUA JOELHO

DOENÇAS

Artrose, hemofilia, gota, pseudogota, artrite reumatóide, artrite reumatóide juvenil, artrite psoriática, câncer, lúpus, condromatose sinovial, sinovite transitória, artrite reativa e várias outras doenças reumáticas provocam sinovite, derrame articular e joelho inchado. Pacientes que apresentam qualquer uma das doenças citadas anteriormente costumam ter água no joelho.

INFECÇÃO

Artrite séptica é o processo infeccioso de uma articulação. O joelho é umas das articulações mais acometidas pela artrite séptica. Bactérias, vírus e/ou fungos podem infectar o joelho. A artrite séptica provoca inflamação intensa do tecido sinovial e grandes derrames articulares que combinam líquido sinovial, sangue e pus. A artrite séptica é uma emergência ortopédica. O paciente deve ser tratado rapidamente porque o líquido sinovial purulento, resultante da infecção, pode destruir a cartilagem em poucas horas.

SINTOMAS

Joelho inchado, dor, dificuldade para andar, joelho quente e diminuição da amplitude de movimentos do joelho são as consequências de um derrame articular. Impossibilidade de pisar no chão, dor muito intensa, derrame muito volumoso, ausência de pulso palpável no pé, amortecimento ou formigamento da perna e febre alta indicam uma situação de emergência e um médico deve ser imediatamente consultado.

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico de um derrame articular pode ser feito no exame físico e ser confirmado por exames de imagem. A ressonância magnética é o melhor exame para se identificar derrames articulares, a sinovite e suas possíveis causas. Um exame de sangue e a análise laboratorial do líquido do joelho colhido através de uma punção também podem ajudar no diagnóstico da origem do derrame articular.

SINAL DA TECLA

O sinal da tecla é uma manobra que pode ser feita no exame físico do joelho inchado para verificar se existe excesso de líquido dentro da articulação. O examinador coloca os dedos polegar e indicador de uma de suas mãos ao redor da base da patela do joelho examinado e faz ligeira compressão da superfície patelar com o indicador da mão oposta. Na presença de derrame articular a patela afunda e volta a subir devido ao líquido acumulado dentro do joelho.

ÁGUA NO JOELHO

PUNÇÃO ARTICULAR

Quando o derrame articular é muito grande e a dor no joelho é muito intensa, pode ser feita uma punção articular. O excesso de líquido intra-articular do joelho é retirado com uma seringa e agulha. A punção serve para diminuir a dor no joelho do paciente e também para análise laboratorial do líquido que foi retirado. Popularmente as pessoas dizem que tiraram água do joelho quando o médico faz a punção articular. A punção articular é um procedimento simples, normalmente feito com anestesia local, e que pode ser feito no consultório médico.

TRATAMENTO

Não existe um tratamento específico para água no joelho, derrame articular ou joelho inchado. O tratamento será direcionado para a causa do problema. Algumas medidas, no entanto, podem aliviar ou diminuir o inchaço e a dor. Compressas de gelo, repouso e compressão do joelho, além da elevação do membro inferior, ajudam a diminuir os sintomas de um derrame articular. Um medicamento anti-inflamatório pode diminuir um derrame articular, mas só deve ser tomado se for prescrito por um médico. Compressas quentes devem ser evitadas porque podem provocar o aumento do derrame articular.

ÁGUA NO JOELHO - TRATAMENTO

ARTROSE

Artrose é a causa mais comum de formação de água no joelho. A doença artrose é caracterizada pela degeneração da cartilagem, o tecido branco e brilhoso que recobre as extremidades ósseas dentro da articulação. A cartilagem é um tecido bastante delicado e que possui características fisiológicas próprias que fazem com que ela não tenha capacidade de regeneração. O processo degenerativo da cartilagem é irreversível e ainda não se conhece cura para a doença.

ESPECIALISTA

Um médico ortopedista especialista em joelho deve ser consultado sempre que o joelho estiver inchado e o paciente sentir a presença de líquido dentro da articulação.