CONDROMATOSE SINOVIAL

CONDROMATOSE SINOVIAL

A CONDROMATOSE SINOVIAL é uma doença não muito comum onde a sinóvia, o tecido que reveste internamente as paredes do joelho, por causas ainda desconhecidas, produz pequenos grânulos de cartilagem que se soltam dentro da articulação. É um tipo de metaplasia.

CORPOS LIVRES

Os minúsculos grãos condrais soltos dentro do joelho, com o passar do tempo, nutridos pelo líquido sinovial, tendem a crescer. Chegam a ficar do tamanho de grãos de arroz ou até maiores. Esses corpos livres intra-articulares danificam a cartilagem ao se interporem na área de carga quando o paciente deambula.

DIAGNÓSTICO

Pacientes com condromatose sinovial apresentam um constante inchaço no joelho. Com o passar dos meses, ou até anos, aparecem outros sintomas como dor, crepitações e diminuição da mobilidade articular. O diagnóstico da condromatose sinovial do joelho é feito pelo exame de Ressonância Magnética.

TRATAMENTO

O tratamento da condromatose sinovial exige a limpeza da articulação, feita por artroscopia, uma vez que o problema principal acaba sendo de natureza mecânica. A limpeza articular, porém, não impede que a sinóvia continue produzindo novos grãos de cartilagem. A doença é benigna, mas tem o inconveniente de, em muitos casos, ser recidivante. Analgésicos e anti-inflamatórios aliviam a dor, mas não resolvem o problema dos inúmeros corpos livres articulares.