TENDINITE DA PATA DE GANSO

TENDINITE DA PATA DE GANSO

PATA DE GANSO é o nome, na anatomia, do conjunto de 3 tendões que se inserem juntos na tíbia, na parte interna do joelho, cerca de 5cm abaixo da linha articular. São os tendões dos músculos sartório, grácil e semitendíneo. Esses músculos são flexores e rotadores internos do joelho. A TENDINITE DA PATA DE GANSO, também conhecida como TENDINITE ANSERINA, é o processo inflamatório que acomete essa região anatômica. No mesmo local existe a bursa anserina, que também costuma inflamar.

CORREDORES

A tendinite da pata de ganso é relativamente comum em corredores, principalmente os de longas distâncias.

FATORES PREDISPONENTES

O diabetes parece ser um fator predisponente importante, bem como a artrose no joelho e o sobrepeso corporal. A tendinite da pata de ganso é mais comum em mulheres.

QUADRO CLÍNICO

O paciente com tendinite da pata de ganso sente dor na parte interna do joelho, na tíbia. Eventualmente pode haver um pequeno inchaço no local. A dor piora se o local é comprimido, o paciente correr ou subir e descer escadas.

DIAGNÓSTICO

A tendinite da pata de ganso é melhor identificada no exame de Ressonância Magnética do joelho. O quadro clínico da tendinite pode ser confundido com uma lesão do menisco medial, lesão do ligamento colateral medial e radiculopatia L3-L4.

TRATAMENTO

O tratamento costuma ser conservador, com medicamentos anti-inflamatórios, repouso e fisioterapia. O alongamento muscular é muito importante para evitar a recidiva do processo. A infiltração local com anti-inflamatórios e PRP pode ser útil em alguns casos.

WhatsApp
(41) 98824-3384