TENDINITE DA PATA DE GANSO

TENDINITE DA PATA DE GANSO

Pata de ganso é o nome, na anatomia, do conjunto de 3 tendões que se inserem juntos na tíbia, na parte interna do joelho, cerca de 5cm abaixo da linha articular. São os tendões dos músculos sartório, grácil e semitendíneo. Esses músculos são flexores e rotadores internos do joelho. A tendinite da pata de ganso, também conhecida como tendinite anserina, é o processo inflamatório que acomete essa região anatômica. No mesmo local existe a bursa anserina, que também costuma inflamar.

TENDINITE DA PATA DE GANSO

Os tendões dos músculos sartório, grácil e semitendíneo se juntam formando uma estrutura anatômica conhecida como pata de ganso. A pata de ganso se insere na região proximal e medial da tíbia. É uma região frequentemente acometida por processos inflamatórios. A tendinite da pata de ganso é uma das causas mais frequentes de dor na região medial do joelho, principalmente em mulheres com mais de 40 anos de idade e corredores de longa distância.

BURSITE DA PATA DE GANSO

A bursa anserina está localizada na região de inserção dos tendões da pata de ganso na tíbia. Os processos inflamatórios envolvendo os tendões da pata de ganso podem também se estender para a bursa anserina e provocar a bursite da pata de ganso.

FATORES PREDISPONENTES

O diabetes parece ser um fator predisponente importante, bem como a artrose no joelho e o sobrepeso corporal. A tendinite da pata de ganso é mais comum em mulheres acima de 40 anos de idade, corredores com desequilíbrio muscular, jogadores de futebol e pacientes com pés planos e/ou joelhos valgos.

CORREDORES

A tendinite da pata de ganso é relativamente comum em corredores, principalmente os de longas distâncias. A falta de alongamento e fortalecimento da musculatura da coxa é um fator predisponente para o desenvolvimento de tendinite na pata de ganso nesses atletas.

TENDINITE PATA DE GANSO

QUADRO CLÍNICO

O paciente com tendinite da pata de ganso sente dor na parte interna do joelho, na região proximal da tíbia, um pouco abaixo da intervinha articular. Eventualmente pode haver um pequeno inchaço no local. A dor piora se o local é comprimido, o paciente corre ou sobe e desce escadas.

DIAGNÓSTICO

A tendinite da pata de ganso é melhor identificada no exame de ressonância magnética do joelho. Esse exame é fundamental para o diagnóstico. O quadro clínico da tendinite pode ser confundido com várias outras patologias do joelho como uma lesão do menisco medial, lesão do ligamento colateral medial, artrose do compartimento medial, radiculopatia L3-L4 e lesão óssea subcondral tibial medial. Edema ósseo tibial medial, comum em pacientes com artrose no joelho, provoca sintomas muito parecidos com a tendinite da pata de ganso.

TRATAMENTO

O tratamento costuma ser conservador, com medicamentos anti-inflamatórios, repouso e fisioterapia. O alongamento e o fortalecimento muscular é muito importante para evitar a recidiva do processo. A infiltração local com anti-inflamatórios e PRP pode ser útil em alguns casos.