FRATURA DE SEGOND

FRATURA DE SEGOND

A fratura de Segond é uma fratura-avulsão no joelho localizada na face ântero-lateral do platô tibial. Ela foi descrita pela primeira vez pelo cirurgião francês Dr. Paul Ferdinand Segond ( 1.851-1.912 ) após estudos em cadáveres.

FRATURA DE SEGOND

A fratura de Segond pode ser vista em radiografias do joelho, na incidência AP, de muitos pacientes com lesão do ligamento cruzado anterior ( LCA ). Ela é inicialmente identificada em radiografias porque esse é o primeiro exame que se faz de um joelho machucado. A presença da fratura de Segond numa radiografia de joelho é patognomônica da rotura do LCA. A lesão ligamentar do LCA é identificada no exame de ressonância magnética, que é o exame de imagem que se faz depois da radiografia.

MECANISMO DA LESÃO

Estudiosos sugerem que a fratura de Segond seja provocada por uma combinação de estresse em varo e rotação interna da perna. Esse não é o mecanismo habitual da rotura do LCA, mas também pode provocar a lesão ligamentar. O mecanismo mais comum de lesão do LCA é a combinação de valgismo e rotação externa da perna.

ESPORTES

A rotura do LCA com a presença da fratura de Segond é mais comum em entorses de joelho ocorridas no futebol, esqui, basquetebol e beisebol.

LIGAMENTO ÂNTERO-LATERAL

O ligamento ântero-lateral do joelho, segundo muitos especialistas, pode ser o responsável pela fratura-avulsão de Segond, mas esse ligamento não é identificado com consistência no exame de ressonância magnética.

FRATURA DE SEGOND - JOELHO

SEGOND REVERSO

A fratura de Segond reverso é uma fratura rara que acontece no lado medial do joelho. Nesse caso o ligamento colateral medial, na sua inserção tibial, é o responsável pela fratura-avulsão. Essa lesão costuma estar associada com lesão do ligamento cruzado posterior e menisco medial.

DIAGNÓSTICO

A fratura de Segond pode ser diagnosticada nos exames de RX, tomografia computadorizada e ressonância magnética do joelho.

TRATAMENTO

A fratura de Segond habitualmente não precisa de tratamento. Ela tende a se consolidar sozinha podendo, em alguns pacientes, formar uma pequena exostose na região ântero-lateral do platô tibial. O tratamento que deve ser priorizado é a ligamentoplastia do LCA.

WhatsApp
(41) 98824-3384
Cadastro
Agendamento