ESCLEROSE SUBCONDRAL NO JOELHO

ESCLEROSE SUBCONDRAL NO JOELHO

Esclerose subcondral é um achado radiográfico nos exames de imagem do joelho de pacientes que apresentam artrose. A esclerose subcondral é uma camada óssea espessa que se forma no osso subcondral em regiões onde a cartilagem está em degeneração e é uma das características radiográficas da artrose do joelho. A expressão esclerose subcondral é comumente achada nos laudos de radiografias de joelhos com artrose.

ARTROSE

Artrose é a doença caracterizada pela degeneração da cartilagem. A cartilagem é o tecido branco e brilhante que recobre as extremidades ósseas que se articulam dentro de uma junta sinovial. A artrose é a doença que mais afeta o joelho e é mais diagnosticada em pessoas acima de 60 anos de idade. A artrose do joelho é uma patologia que, principalmente nas suas fases mais avançadas, pode comprometer significativamente a qualidade de vida do paciente.

ESCLEROSE SUBCONDRAL

A esclerose subcondral é o espessamento do osso subcondral em áreas onde a cartilagem está degenerando. Esse achado é visto mais comumente no exame de RX do joelho. Nas radiografias de joelhos com artrose, o osso subcondral abaixo da cartilagem doente parece mais denso. A esclerose subcondral é mais comumente identificada nos estágios mais avançados da artrose. A artrose do joelho é uma doença inflamatória, crônica e degenerativa que resulta em danos mecânicos à articulação.

ESCLEROSE SUBCONDRAL

PATOLOGIA

A esclerose subcondral faz parte da patofisiologia da artrose do joelho. À medida que o processo de desgaste da cartilagem aumenta, o osso subcondral reage se expandindo e engrossando. É um processo de remodelação óssea contínuo do osso subcondral da articulação artrósica. A esclerose subcondral surge no início da artrose e aumenta com a evolução da doença, assim como acontece com os osteófitos.

EXAMES DE IMAGEM

A artrose do joelho pode ser diagnosticada numa radiografia pela diminuição do espaço articular do compartimento comprometido, além da presença de osteófitos, esclerose subcondral e geodos. Esses achados são mais evidentes nas fases mais avançadas da doença. Importante lembrar que na radiografia do joelho só é possível analisar a estrutura óssea da articulação. O melhor exame para estudar a cartilagem do joelho é a ressonância magnética.

TRATAMENTO

Não existe um tratamento específico para a esclerose subcondral. Ela é um achado radiográfico da artrose do joelho. O médico ortopedista não trata o exame, trata o joelho do paciente. Assim, o tratamento para quem apresenta esclerose subcondral no joelho será direcionado para a artrose.