CORTICÓIDE ENGORDA

CORTICÓIDE ENGORDA

Corticóide engorda. O uso de medicamentos corticóides pode, sim, fazer o paciente engordar. Os corticóides afetam o metabolismo e a forma de como o corpo distribui e armazena gordura, além de aumentar o apetite e a retenção de água. O ganho corporal de peso é o principal efeito-colateral do uso de corticóides. Pacientes que usam corticóides devem tomar alguns cuidados para evitar ou minimizar esse efeito colateral sobre o peso corporal.

CORTICÓIDE ENGORDA

Corticóide engorda quando tomado em altas doses e/ou por tempo prolongado. Pequenas doses e tratamentos que duram curtos períodos não costumam afetar o peso corporal. Uma única injeção intramuscular ou uma infiltração intra-articular de corticóide no joelho não fazem efeito algum no peso do paciente. Pacientes ortopédicos normalmente não precisam se preocupar com esse problema. O uso de corticóides em pacientes com problemas no joelho costuma ser esporádico e sempre com doses pequenas.

CORTICÓIDES

Cortisol é um hormônio produzido no córtex das glândulas supra-renais. Uma das suas funções é diminuir a inflamação no corpo. Corticóides são as versões sintéticas do cortisol. Existem dezenas de corticóides. Prednisona, dexametasona, triancinolona, betametasona, beclometasona, flunisolida e fluticasona são alguns exemplos de corticóides. Eles diferem entre si quanto à sua potência quando comparados com o cortisol. Os corticóides são medicamentos usados para tratar doenças inflamatórias, alérgicas e autoimunes. Centenas de doenças podem ser tratadas com medicamentos corticóides. Os corticóides são medicamentos muito importantes na medicina. Eles existem na forma de comprimidos, cremes, pomadas, géis, sprays nasais, suspensões orais, colírios e soluções injetáveis.

CORTICÓIDE AUMENTA PESO

GANHO DE PESO

Medicamentos corticóides têm alguns efeitos colaterais negativos. O ganho de peso é o principal desses efeitos negativos. Engordar é o efeito adverso mais comumente relatado pelos pacientes que usam remédios corticóides. Os corticóides causam ganho de peso porque modificam o metabolismo da glicose e da insulina, alteram a forma de como o corpo armazena e distribui gordura e interferem no equilíbrio hidroeletrolítico provocando retenção de sódio. Essas três alterações fisiológicas juntas provocam aumento do apetite, aumento do peso corporal, aumento da retenção de líquidos e mudanças na forma corporal. Corticóides aumentam a gordura na região abdominal, rosto e pescoço. O paciente que usa corticóides em altas dosagens e/ou por muito tempo se sente mais pesado e inchado. Quanto maior for a dose do corticóide e quanto mais tempo o paciente tiver que tomá-lo, maior será a possibilidade de engordar. Doses pequenas tomadas esporadicamente ou por poucos dias não fazem o paciente engordar. A boa notícia é que o ganho de peso por causa dos corticóides não é definitivo. A pessoa tende a emagrecer assim que parar de tomar o medicamento. O corpo se reajusta e o peso diminui dentro de alguns meses.

JOELHO

Corticóides têm forte efeito anti-inflamatório e, por esse motivo, são muito usados na Ortopedia e na Medicina Esportiva. O joelho é a maior e mais complexa articulação do nosso corpo. Diversas condições médicas que acometem o joelho podem ser tratadas com o uso de corticóides, que podem ser usados topicamente, por via oral e/ou infiltrados extra ou intra-articularmente. Artrose, tendinite, bursite, sinovite, artrite, gota, neurite, lúpus, psoríase, artrite idiopática juvenil e artrite reumatóide são exemplos de patologias que podem ser tratadas com corticoterapia. O uso de corticóides no joelho costuma ser eventual e em doses baixas. A possibilidade de engordar durante o tratamento do joelho com corticóides é mínima.

CORTICÓIDE GANHO DE PESO

PREVENÇÃO

É possível evitar o ganho de peso por causa do uso de corticóides alimentando-se de forma saudável, reduzindo a ingestão de sódio e fazendo exercícios físicos para queimar o excesso de calorias. Como os corticóides aumentam o apetite, o paciente deve ficar atento para não ingerir mais comida ou alimentos mais calóricos do que estava acostumado a ingerir antes de iniciar o tratamento. Uma boa dieta deve ser baseada em alimentos naturais. Evitar produtos industrializados e dar preferência para verduras, legumes, frutas, gorduras boas e carboidratos complexos. A prática regular de atividades físicas é muito benéfica para o corpo e ajuda na queima de calorias.

MÉDICO ESPECIALISTA

O tratamento com corticóides deve ser feito somente com prescrição e acompanhamento de um médico especialista. Não se deve tomar esses medicamentos por conta própria. O paciente em tratamento com corticóides não deve interromper o tratamento se perceber que está ganhando peso porque a suspensão do uso desses medicamentos deve ser gradativa e nunca abrupta. Corticóides são medicamentos muito importantes e imprescindíveis no tratamento de muitas doenças. No caso de dúvidas o paciente deve entrar em contato com o médico que prescreveu o tratamento.