HOFFITE - SÍNDROME DE HOFFA

HOFFITE

Na frente do joelho, atrás do tendão patelar, existe uma estrutura anatômica vascularizada, formada por tecido adiposo, chamada de GORDURA DE HOFFA. A gordura de Hoffa serve como um coxim de amortecimento para a região anterior do joelho e também é responsável pela vascularização da face posterior do tendão patelar. Além de ser bastante vascularizada, a gordura de Hoffa também é bastante inervada. Pequenos machucados ou lesões, por esse motivo, podem provocar muita dor.

INFLAMAÇÃO

A gordura de Hoffa pode inflamar em algumas situações causando o que chamamos de HOFFITE ou SÍNDROME DE HOFFA. A Hoffite é comum em atletas ou pessoas que forçam demais os seus joelhos nas suas atividades físicas e/ou profissionais. Corredores e saltadores são os atletas mais acometidos. Trabalhadores que usam escadas e pedais são os profissionais que mais costumam desenvolver Hoffite no joelho. Encurtamento e fraqueza muscular são comuns nos pacientes que desenvolvem Hoffite. A inflamação da gordura de Hoffa também pode se desenvolver devido a um traumatismo direto na região anterior do joelho, principalmente quando o trauma atinge o tendão patelar. Traumatismos fazem a gordura de Hoffa inchar e ficar mais suscetível a ser pinçada entre a patela e o fêmur quando o joelho é fletido. Cria-se um círculo vicioso que pode ser difícil de ser quebrado. Esse círculo vicioso leva à inflamação crônica.

DR. ALBERT HOFFA

Albert Hoffa, médico ortopedista alemão, foi quem descreveu pela primeira vez, em 1.904, a inflamação do corpo adiposo infrapatelar do joelho. As expressões Hoffite e Síndrome de Hoffa são homenagens ao Dr. Albert pela sua descrição da patologia.

ARTROSCOPIA

A gordura de Hoffa está fixada aos cornos anteriores dos dois meniscos e costuma ser transfixada durante a artroscopia de joelho quando o artroscópio e os instrumentais artroscópicos são introduzidos na articulação pelos portais anteromedial e anterolateral.

SINTOMAS

O paciente com Hoffite sente dor na região anterior do joelho, na área do tendão patelar, que piora com os esforços físicos. A região também fica inchada e bastante sensível ao toque. Subir e descer escadas, agachar e ajoelhar pioram o quadro álgico. Quando a inflamação é muito grande, até sentar com o joelho fletido a 90˚ pode provocar dor.

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico da Hoffite é feito pelo exame de ressonância magnética. O exame é importante para identificar a inflamação e a sua extensão. Também é importante para descartar a TENDINITE PATELAR e lesões meniscais, que têm sintomas bem semelhantes.

HOFFITE

TESTE DE HOFFA

No teste de Hoffa o médico comprime com os dois polegares as regiões medial e lateral do tendão patelar do joelho fletido do paciente enquanto este estende a perna. O teste é considerado positivo quando provoca dor, mas não é patognomônico de Hoffite.

ERRO DE DIAGNÓSTICO

Apesar de ser relativamente comum, a Hoffite muitas vezes não é diagnosticada. Sem o exame de ressonância magnética do joelho a lesão pode passar despercebida. Assim, sem o diagnóstico correto, o paciente é tratado como tendo “ dor anterior no joelho “.

TRATAMENTO

O tratamento da Hoffite costuma ser conservador na grande maioria das vezes com anti-inflamatórios, fisioterapia e repouso. Infiltração de pequenas doses de corticóides no local inflamado pode ajudar a desinchar e desinflamar a gordura de Hoffa. Existe a possibilidade de tratamento cirúrgico, mas é exceção. A cirurgia fica reservada para aqueles casos onde o processo inflamatório é muito extenso e o tratamento conservador falhou. A Hoffite, nesses casos, pode ser tratada durante uma artroscopia de joelho.

WhatsApp
(41) 98824-3384
Cadastro
Agendamento