TENDINITE DO BÍCEPS FEMORAL

TENDINITE DO BÍCEPS FEMORAL

TENDINITE é o termo médico que significa inflamação em um tendão. Os tendões são estruturas fibrosas, esbranquiçadas, não-contráteis, formadas por tecido conjuntivo. Eles ligam as extremidades dos músculos aos ossos. Um tendão pode inflamar se sofrer um traumatismo ou for muito solicitado.

TENDÃO DO BÍCEPS FEMORAL

O músculo bíceps femoral ( bíceps da coxa ) é um dos músculos da região posterior da coxa. Ele tem dois ventres que se unem para formar o tendão do bíceps femoral, cuja inserção é na cabeça da fíbula e no côndilo lateral da tíbia. Juntamente com o músculo semimembranáceo e o músculo semitendíneo, forma o conjunto conhecido como MÚSCULOS ISQUIOTIBIAIS.

TENDINITE DO BÍCEPS FEMORAL

Processos inflamatórios podem acometer o tendão do bíceps femoral porque ele é um tendão bastante solicitado, principalmente durante algumas atividades esportivas. A tendinite do bíceps femoral é comum em corredores e ciclistas. O processo inflamatório se desenvolve pela repetição do movimento de flexão e extensão do joelho e é mais fácil de acontecer quando a musculatura não está devidamente alongada.

SINTOMAS

A tendinite do bíceps femoral começa com uma pequena dor, localizada na região lateral e posterior do joelho, normalmente ao redor do tendão, que vai aumentando com o passar do tempo se não for diagnosticada e tratada corretamente. A dor aumenta com atividades repetitivas de flexão e extensão do joelho, como correr ou pedalar. A palpação do tendão inflamado também aumenta a dor. Em casos avançados, onde há degeneração do tecido tendíneo, o tendão pode até se romper.

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico da tendinite do bíceps femoral pode ser feito pelo exame de Ressonância Magnética do joelho.

TRATAMENTO

O tratamento da tendinite do bíceps femoral costuma ser conservador, com medicamentos anti-inflamatórios, fisioterapia e repouso. Casos avançados podem precisar de cirurgia.

WhatsApp
(41) 98824-3384