MULHER COM DOR NO JOELHO

DOR NO JOELHO EM MULHERES

As mulheres têm de 2 a 8 vezes mais probabilidade do que os homens de sofrer de dores nos joelhos e, em particular, de apresentar lesões nos joelhos. Os estudos estatísticos comprovam isso. As mulheres têm maior incidência de lesões ligamentares ( LCA e LCM ) e artrose nos joelhos do que os homens.

TEORIAS

Existem várias teorias para explicar essa diferença. Algumas delas já foram comprovadas. O primeiro motivo é anatômico: os quadris das mulheres são mais largos do que os quadris dos homens, fazendo com que os joelhos tendam a ter um maior valgismo e um pouco de rotação interna. O segundo motivo é muscular: o recrutamento dos grupos musculares da coxa é diferente nas mulheres e a dominância quadríceps-isquiotibiais costuma ser invertida. O terceiro motivo é hormonal: flutuações nos níveis de estrogênio afetam as estruturas ligamentares do joelho, deixando-as mais frouxas. O quarto motivo é a osteoporose: mulheres sofrem mais de osteoporose do que os homens e isso pode provocar lesões ósseas no joelho.

PREVENÇÃO

As mulheres podem prevenir problemas nos joelhos cuidando do peso corporal, usando tênis adequados para a prática de esportes, optando por fazer exercícios de baixo impacto e fortalecendo a musculatura da coxa com atenção maior aos músculos isquiotibiais. É importante também fazer um bom aquecimento antes de começar qualquer atividade física. No caso de um novo programa de exercícios ou início de um novo esporte, a adaptação aos novos movimentos deve ser gradual e sempre orientada por um educador físico. No caso de sentir algum desconforto ou dor no joelho, um médico especialista deve ser consultado.

GESTAÇÃO

É comum mulheres sentirem dores nos seus joelhos durante a gestação. As causas são o ganho de peso, que sobrecarrega os joelhos, e as grandes alterações hormonais que acontecem durante a gravidez. As dores costumam diminuir e passar alguns meses depois do nascimento do bebê.

WhatsApp
(41) 98824-3384
Cadastro
Agendamento