LIGAMENTO PATELOFEMORAL MEDIAL

LIGAMENTO PATELOFEMORAL MEDIAL

O ligamento patelofemoral medial ( LPFM ) é um ligamento com formato de leque que desempenha um papel significativo na estabilização da patela no sulco troclear. Nos estágios iniciais do movimento de flexão do joelho, o ligamento patelofemoral medial mantêm a patela estabilizada no fêmur. O ligamento patelofemoral medial costuma ser lesionado quando a patela sofre deslocamento do seu sulco.

ANATOMIA DO LPFM

O ligamento patelofemoral medial está localizado na segunda camada das 3 camadas de tecidos moles da face medial do joelho. Ele se origina em um espaço triangular formado pelo côndilo femoral medial, tubérculo adutor e tubérculo gastrocnêmio. Sua inserção é na face superomedial da patela.

FUNÇÃO DO LPFM

A principal função do ligamento patelofemoral medial é fornecer contenção à patela durante a flexão inicial do joelho, entre zero e 30 graus. Cerca de 60% da força de restrição ao deslocamento lateral da patela é dada pelo ligamento patelofemoral medial.

LESÃO DO LPFM

O ligamento patelofemoral medial é rompido em mais de 90% das vezes nos casos de luxação da patela.

DIAGNÓSTICO DE LESÃO DO LPFM

Clinicamente, o paciente com lesão do ligamento patelofemoral medial apresenta dor, inchaço e sensibilidade aumentada na região medial da patela. O melhor exame para se diagnosticar a lesão do ligamento patelofemoral medial é a ressonância magnética. O exame pode mostrar ainda outras lesões associadas, como lesões condrais.

TRATAMENTO

O tratamento da lesão do ligamento patelofemoral medial é, inicialmente, conservador, principalmente após a primeira luxação da patela. Imobilização por alguns dias, seguida de fisioterapia, apresenta bons resultados na maioria das vezes porque o ligamento costuma cicatrizar sem maiores problemas. O tratamento cirúrgico é indicado nos casos onde o tratamento conservador falha e o paciente começa a apresentar episódios de luxação recidivante da patela.

WhatsApp
(41) 98824-3384
Cadastro
Agendamento