ALIMENTOS QUE COMBATEM A ARTROSE DO JOELHO

ALIMENTOS QUE COMBATEM A ARTROSE DO JOELHO

Artrose é o nome que se dá ao processo de degeneração da cartilagem, o tecido branco e brilhante que reveste as extremidades ósseas dentro das articulações. O joelho é a articulação mais acometida pela artrose. Não existe ainda um tratamento definitivo para a artrose que seja capaz de reverter o desgaste da cartilagem hialina. A artrose, até o presente momento, é uma doença que não tem cura conhecida.

FATORES PREDISPONENTES

São inúmeros os fatores que podem contribuir para o desenvolvimento da artrose no joelho. Alguns deles não tem como ser modificados como, por exemplo, a HEREDITARIEDADE ( certas famílias têm maior incidência de artrose ), a IDADE ( pessoas mais velhas têm mais artrose do que os jovens ) e o SEXO ( mulheres sofrem mais com a artrose do que os homens ). Mas outros fatores são modificáveis e as pessoas que se cuidam podem diminuir o risco de desenvolver artrose como, por exemplo, cuidando do PESO CORPORAL ( pessoas com peso normal têm menos artrose do que as pessoas com sobrepeso ou obesas ), evitando o TABAGISMO ( pessoas que fumam têm mais artrose do que os não-fumantes ), fazendo ATIVIDADES FÍSICAS REGULARES ( pessoas que fazem exercícios físicos regularmente têm menos artrose do que os sedentários ), evitando ATIVIDADES QUE FORÇAM OS JOELHOS ( determinados esportes ou profissões sobrecarregam os joelhos ) e se ALIMENTANDO CORRETAMENTE ( alguns estudos recentes indicam que pequenas mudanças alimentares podem ajudar a combater a artrose ).

ALIMENTAÇÃO

Estudos mostraram que algumas substâncias presentes nos alimentos podem ajudar na prevenção e no tratamento da artrose nos joelhos. Vou falar sobre as dez que foram mais bem estudadas: vitamina C, vitamina D, betacaroteno, ômega 3, chá verde, resveratrol, curcumina, MSM, bromelina e selênio. Uma alimentação equilibrada e que contenha essas dez substâncias pode ajudar a diminuir a incidência ou a progressão da artrose nos joelhos.

VITAMINA C

A vitamina C está diretamente envolvida na formação do colágeno e dos proteoglicanos, que são os principais componentes da cartilagem. A vitamina C é também um poderoso antioxidante que ajuda a neutralizar os efeitos dos radicais livres que danificam a cartilagem. Importante lembrar que o nosso organismo não tem reserva de vitamina C. A principal fonte de vitamina C são os alimentos cítricos como laranja, limão, acerola, abacaxi, kiwi, goiaba, caju e morango.

VITAMINA D

A vitamina D é, na verdade, um hormônio, que controla 270 genes e é muito importante para o nosso organismo. Estudos comprovaram que baixos níveis de vitamina D parecem aumentar a degeneração da cartilagem em quem tem artrose. A principal fonte de vitamina D é a exposição da pele ao sol. Peixes e frutos do mar são ricos em vitamina D.

BETACAROTENO

O betacaroteno é outro potente antioxidante que também ajuda a reduzir a progressão da artrose ao neutralizar a ação dos radicais livres que danificam a cartilagem. A principal fonte de betacaroteno são os alimentos de coloração amarelo-alaranjados como cenoura, beterraba, batata-doce, damasco, abóbora, mamão e manga.

ÔMEGA 3

Os ácidos graxos do tipo ômega 3 ajudam a diminuir a inflamação e são importantes componentes da membrana celular dos condrócitos, as células da cartilagem. A principal fonte alimentar de ômega 3 são os peixes de águas frias como salmão, atum, linguado e sardinha. O azeite de oliva também é uma fonte rica de ômega 3.

CHÁ VERDE

O chá verde é a bebida mais consumida no mundo, principalmente nos países orientais. O chá é a infusão das folhas da planta Camellia sinensis, que é riquíssima em substâncias antioxidantes. Uma das mais importantes é o EPIGALO CATEQUINA 3 GALATO que, segundo os estudos, bloqueia a enzima responsável pela degeneração da cartilagem. Pessoas com artrose no joelho devem consumir de duas a três xícaras de chá verde todos os dias.

RESVERATROL

O resveratrol é um polifenol, com potente efeito antioxidante e anti-inflamatório, encontrado nas sementes e na casca da uva, principalmente das uvas escuras. Estudos concluíram que o resveratrol diminui a inflamação associada à artrose. O resveratrol é encontrado também na hortaliça chamada Azeda ou Azedinha, bastante usada para fazer saladas em vearias regiões do Brasil. Você pode ingerir resveratrol consumindo uvas e seus derivados, acrescentando a Azeda na sua salada ou usar suplementos.

CURCUMINA

A curcumina é uma substância natural que tem potente analgésico, anti-inflamatório e antioxidante. Ela já foi muito estudada nos Estados Unidos, Europa, Índia e Japão. A curcumina vem sendo cada vez mais usada pelos médicos como adjuvante no tratamento da artrose no joelho. A curcumina é o principal componente ativo da Curcuma longa, também chamada de açafrão, açafrão-da-terra ou curry. Nos países orientais o curry faz parte da dieta diária. Para nós, brasileiros, que não estamos acostumados com o curry, existem suplementos na forma de cápsulas.

MSM

MSM significa metilsulfonilmetano, que é a forma orgânica biologicamente ativa do enxofre. O MSM tem forte ação anti-inflamatória e antioxidante e é essencial para a síntese das fibras da matriz da cartilagem. Pacientes com artrose no joelho devem fazer suplementação de MSM.

BROMELINA

A bromelina é uma enzima presente no abacaxi. Ela tem efeitos analgésico, anti-inflamatório e antioxidante, que são mais evidentes nos pacientes com artrose. Como a quantidade de bromelina num abacaxi não é suficiente para os seus efeitos clínicos, quem tem artrose nos joelhos deve fazer suplementação com bromelina em cápsulas.

SELÊNIO

O selênio é um elemento essencial para o nosso organismo. Ele tem efeitos anticoagulante e antioxidante. Estudos mostraram que pessoas com baixos níveis de selênio desenvolvem mais artrose e que pessoas com altos níveis de selênio têm menos artrose. Para nossa sorte, a fonte natural que tem a maior concentração de selênio é a castanha-do-pará. Pessoas com artrose no joelho devem consumir castanhas-do-pará regularmente.

WhatsApp
(41) 98824-3384