PRÓTESE DE JOELHO - COMPLICAÇÕES

10 COMPLICAÇÕES DA CIRURGIA DE PRÓTESE DE JOELHO

A artrose é uma doença que ainda não tem cura conhecida. Todos os tratamentos existentes são paliativos porque não regeneram a cartilagem que se desgastou. A cirurgia de prótese de joelho ( artroplastia ) é um excelente tratamento para os pacientes que apresentam artrose em estágio avançado e dor constante, que não diminui mais com os outros tratamentos menos agressivos. A cirurgia, por ser de grande porte, apresenta uma incidência de complicações relativamente alta quando comparada com procedimentos menos agressivos. Abaixo listamos as 10 complicações mais comuns:

RIGIDEZ ARTICULAR

A amplitude de movimento da articulação diminui significativamente depois da cirurgia. O joelho deixa de dobrar ou esticar como era antes da cirurgia.

TROMBOSE VENOSA PROFUNDA

Formação de coágulos nas veias profundas da perna.

EMBOLIA PULMONAR

Bloqueio das artérias pulmonares devido a coágulos que se desprenderam de veias profundas dos membros inferiores.

PROBLEMAS DE CICATRIZAÇÃO

Pacientes diabéticos e fumantes, por exemplo, podem ter problemas de cicatrização da pele depois da cirurgia.

SOLTURA DOS IMPLANTES

Os implantes podem se desprender dos ossos onde foram fixados.

QUEBRA DOS IMPLANTES

Os implantes podem se quebrar devido a um traumatismo, como uma queda, ou devido à baixa qualidade do material.

INFECÇÃO

A contaminação, normalmente por bactérias, pode acontecer durante a cirurgia ou depois, quando bactérias na corrente sanguínea do paciente atingem os implantes no joelho.

DISTROFIA SIMPÁTICO-REFLEXA

Também conhecida como algodistrofia, distrofia de Sudeck ou causalgia. É caracterizada pela presença de dor e inchaço em toda a perna.

LESÃO NEUROVASCULAR

Nervos e vasos podem ser lesionado durante a cirurgia.

DOR PERSISTENTE

Alguns pacientes continuam com dor depois da cirurgia de prótese de joelho.

WhatsApp
(41) 98824-3384
Cadastro
Agendamento